sexta-feira, 29 de março de 2013

Ultimo dia na terra do Obama!!!

Falaaa galeraa,

Meu laptop esta vivo novamente, porem preciso reconfigura-lo, tipo meu teclado que esta americanizado sem acentos... Portanto, paciencia, tudo aos poucos, devagarinho hahahaha

Eu consegui recuperar as coisas que estavam no meu note, uma delas era o post, que irei publicar hoje sobre meu ultimo dia na America. Depois disso, retomarei os post sobre minhas ferias e as dicas de viagens e assim vamos levando, surgindo assunto eu vou atualizando, ok?

Segue o post!!!


Na terça-feira, dia 11 de Dezembro, eu acordei cedo com o barulho da minha host family, não ia trabalhar e ate pensei na possibilidade de levantar para dar um outro tchau para as kids, mas o sono foi mais forte do que eu. No mesmo minuto, ouvi um barulho na porta e percebi que alguém havia deixado um (outro) bilhetinho embaixo da minha porta e como ninguém bateu ou fez sinal de fumaça, voltei para meu sono.

Algumas horas depois, acordei e finalizei minhas malas e carry on. Tomei banho, escrevi as cartinhas de despedidas para minhas kids, arrumei o quarto e fui deixar o bilhete com so presentes nos quartos deles.

Assim que sai vi a cartinha, era da minha menina, junto dela havia um bilhete da minha host falando para colocar as malas no carro azul que assim que ela voltasse a gente já iria sair.

Não sei da onde eu tirei forças para descer 2 malas PESADÉRRIMAS até o carro, mas fiz.

Quando foi umas 2 horas da tarde, minha host voltou, tomou banho e desceu.
Nisso ela comentou se estava tudo pronto. Falei que sim e ela comentou que a minha menina tinha chorado de manhã... na hora que ela disse isso, meus olhos encheram de lágrimas e eu só falei: ohnnnn porque se prolongasse mais eu que iria começar a chorar.

Daí ela foi para a dispensa e perguntou se eu tinha colocado as malas no carro e eu respondi que sim e ela falou obrigada. E eu: ah magina! E ela continuou  “não, não estou falando sobre isso. Obrigada por tudo, por cuidar tão bem das crianças. Nisso eu olhei para ela e comecei a chorar hahahaha... ela veio me deu um abraço e falou para eu não chorar se não ia chorar junto. Me agradeceu por tudo, falou que eu só tinha ficado 3 meses, mas que tinha sido muito importante para eles, que era super bem vinda para visita-los quando quisesse.

Tentei segurar meu choro, não consegui falar quase nada, só agradeci ela por tudo, por me receber tao bem, enfim... e depois de muito chororo, acabamos caindo na gargalhada;

O caminho ate o aeroporto foi sofrido, tudo foi caindo de paraquedas na minha mente, lembranças, conquistas, amizades, lugares, fui tentando me segurar para não chorar de novo. Foquei no Brasil e de como eu estava feliz de finalmente poder voltar para meu lar.

Quando chegamos no aeroporto, peguei minhas malas e ela começou a rir me perguntando aonde eu tinha escondido tanta coisa na casa dela ... nisso havia uma policial com o carro estacionado a nossa frente. E não entendi direito porque a policial falou com a minha host e eu estava a frente, mas ouvi minha host falando: “perai, você vai me dar multar?” foi ai que ela virou para mim e disse, “thali, não vou poder te acompanhar, eu não posso parar aqui senão vou ganhar multa”; eu falei que tudo bem, demos um abraço, a policial estava ao lado vendo toda nossa cena que acho que foi muito comovente porque ela liberou minha host de entrar comigo, mas rápido. Hahahah

Minha host me ajudou ate a fila do check-in, me deu outro abraço e falou que não podia esperar por causa do carro e assim nos despedimos.
Fiquei na fila do check in torcendo para minhas malas não passarem do peso, mas já ciente que isso poderia acontecer.

Assim que coloquei a primeira mala (que tecnicamente era a mais leve) a balança marcou 71lb. Ufaaa!!!!
A segunda mala estava com exatos 81lb hahahahaah não sabia se chorava ou se ria ainda.

Assim que moça colocou minha segunda mala, ela me disse: Uauuuuu, o que você tem aqui? Olhei para ela e disse: MINHA VIDA! Ela riu e falou que há muito tempo não via uma mala tão pesada.
Pois bem meninas, me levaram 200 OBAMAS por 1 ano e 3 meses de USA.... é a vida!!!

Cheguei bem cedo ao portão de embarque e fiquei ali pensando na vida, estava toda agasalhada para não repetir o que passei quando embarquei de SP para NYC e quase morri congelada.

A moça da Delta estava “gentilmente” oferecendo para despachar (de graça) as carry on dos passageiros, eu ate levei a minha mas desistir quando ela disse que minha mala ia direto para o Brasil, ainda mais porque eu estava sem cadeado na mala.

O voo de Washington para New York foi super sussa e rápido,chegamos adiantado o que seria perfeito, pois daria tempo de comer, comprar meus últimos cartões postais e ir ao banheiro, porém, como chegamos muito cedo o avião do voo anterior ainda esta no portão. Resumindo, o avião só saiu no horário que a gente deveria chegar... conclusão, cheguei em cima da hora, fiz tudo correndo e a fila para entrar no avião já estava enorme e eu ainda deveria pegar a fila para o balcão de informação porque precisava entregar meu i19....

Fiquei puta da vida, gente como brasileiro é bagunceiro, Deus livre! Primeiro choque de realidade foi ali mesmo no portão de embarque com toda aquela gritaria dos meus conterrâneos. Hahaha not cool.

Entrei no avião com a  minha carry on, minha mochila pesadérrima que não faço ideia de quanto estava pesando, garanto que muito mais que o limite.

Coloquei a carry on no e a mochila embaixo do banco. Foi a pior viagem da minha vida, meu assento era duplo e eu estava na janela, a moça ao meu lado era brasileira também, mas troquei poucas palavras com ela. Não conseguia me mexer, minha mochila me incomodava, não conseguia esticar as pernas. Assistir um filme, joguei alguns jogos, ouvi musica, jantei um macarrão SUPER apimentado e fiquei ali desejando chegar logo, não só pela ansiedade de estar de voltar, mas porque eu não aguentava de dor naquela lugar.

Para atrapalhar quase não dormir, revezei alguns cochilos e o mais longo durou 2 horas.  Depois do café, acho que demorou mais ou menos 1h40 ate o avião pousar em Guarulhos.

Desci do avião e quase morri de calor, tinha me esquecido de como nosso Brasil era quente. Hahaha
Fui atrás das minhas malas e passei no duty free, fiz uma horinha para esperar a Natalie, mas só depois percebi que cada portão de desembarque tem um duty free e seria impossível encontra-la.

Na saída ainda, só para dar mais emoção, o policial me mediu da cabeça aos  pés e me perguntou se estava vindo dos EUA, confirmei que sim e ele perguntou quanto tempo eu havia ficado lá. Olhei para ele e disse 12 meses e ele olhou bem nos meus olhos e eu disse: bom, na verdade 15 meses... ele deu risada e deixou eu sair. UFA!!!!!!!

Depois que passei naquela porta, só consegui ver minha prima, irmã e o cachorrinho dela.... E nem elas, nem eu conseguimos segurar as lágrimas.

Como foi bom a sensação de estar de volta....


 ultimas fotinhas....

meu calendario onde eu fazia minha contagem regressiva hahah

eu no caminho do Bistro pro brunch de natal.

eu e a ana na black friday!

a estrada (isolada) de todos os dias... q saudadinhas...

os cupcakes do bday do Robbie, meu kid!

ultima starbucks com minha buddy ana.

last breakfast, my favorite one...

make de vampira que eu fiz na kacy! ♥

nos tres, muito, muito amor!!! ♥♥♥

minhas tattoos, todas by kacy hahaha



o colarzinho que a elise (minha kid da california) me deu pra lembrar que o coracao dela ta sempre comigo! que amor ♥♥♥

my handsome boy!

nossa ultima noite juntinhas, minha kay-kay!

crazy girl!

amo sem fim!!!

eu, ja em guarulhos, com minhas tralhas hahaha

olha soh quem foi me recepcionar, o Gustavo do volei! mentira, eu que sou tiete mesmooooo hahahah

2 comentários:

Sara Magewski disse...

Quase choreiiii Thatá!!
nossa, que sensação viu? to embarcando terça feira, e sim. JÁ! hehehe
Uma vez uma AP me disse que não ia sentir saudades das kids dela quando voltasse pra casa, e sério.. não acredito nisso. Por mais peste qe a kid seja, passar um ano com elas, ( ou tres meses), um ser humano normal acaba criando laços.

CARAAA! Como o Gustavo é giganteeee!! hehehehe

esperando seus proximos posts!

;*

Cláu disse...

Meus olhos encheram de lágrimas umas 3x lendo esse post. Meu coração ta super apertado de ir embora!!
Tha, eu não lembro, ou realmente não peguei essa parte nos seus últimos posts...você estendeu por quanto tempo? Por que vc ficou só 1 ano e três meses, e não 6, 9 ou 12? Vc desistiu antes, tinha acordo com a hf, ou oq foi? Sorry pela pergunta =P
E você é doidaaaaa, 81lb? Hahhaa eu quero ver se peso mala por mala antes de ir pro aeroporto, provavelmente eu leve uma terceira mala, que acaba saindo mais barato que excesso de peso! Mas isso pq a hf tem balança em casa, senão eu teria que ir na fé! =P
Não sei se fico feliz ou triste de ir embora. É tão difícil! :(

Um beeijo!

Postar um comentário